quarta-feira, 20 de maio de 2009

Caminhos e escolhas...



Jacob: "Você pode fazer o que ele pediu para você ou ir embora e nos deixar resolver nossos problemas. Você escolhe."
Ben: "Escolha? Que escolha eu tenho?"





Jacob deixa claro para Ben que ele pode escolher o que deve fazer. Isso se repetiu nas visitas que Jacob fez aos losties. Mesmo não usando palavras que diretamente diziam isso, ele deixou que cada um deles escolhesse o que gostaria de fazer. Podemos pensar, por exemplo, no jovem Sawyer que recebeu a caneta de Jacob e decidiu escrever a carta...
Ben acreditava não ter escolha e que deveria matar Jacob por tudo aquilo que fez em seu nome, todas as listas e orientações. Mas Ben fez porque quis!! Fez por acreditar em Jacob. Por fé em Jacob...

E qual a culpa de Jacob!?

Pela primeira vez na série tivemos a chance de viver no passado da Ilha e acompanhar os vários eventos do passado e muitos deles tiveram a participação dos losties "viajantes no tempo".

E eles sempre tiveram o direito a escolha. Em uma delas vimos Jack simplesmente se negando a ajudar o jovem Ben, após Sayid ter escolhido matar o menino. Mas Kate e Sawyer escolheram salvar Ben!!

Mesmo podendo escolher o que fazer em alguns momentos, o destino se mantinha intacto e na grande máxima da temporada: "o que aconteceu, aconteceu". Deve ser muito estranha a sensação de tomar uma atitude pensando em mudar algo e na verdade ser o motivo...

As escolhas dos losties os levaram a fazer parte de um dos maiores momentos da história da Ilha: o "incidente". E mais que isso, fizeram deles parte do evento e responsáveis por parte dele. Além claro, de Radzinsky ser o culpado pela liberação eletromagnética. Então eles acabaram criando mais um passo na série de eventos que derruba o Oceanic 815...

E talvez o ponto mais importante que fiquei pensando nesse incidente é o papel de Juliet.

Ao detonar a Jughead, Juliet acabou sendo a provável causadora da radiação que deve dar origem aos problemas de fertilidade na Ilha. Curiosamente, o mesmo problema que a levou para a Ilha.

Não acredito em destino, mas em LOST não há como negar sua existência. As escolhas nos levam a um novo caminho que termina, sempre, em uma nova escolha. Se ao final de todas as escolhas chegaremos em um mesmo lugar, qual o valor da escolha!?

Agora ficamos pensando quem está certo: Jacob ou seu inimigo!

Grande abraço e namastê!

Leco Leite

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.

 
who"s online

counter hit make

PageRank Free counter and web stats