segunda-feira, 27 de abril de 2009

Believer

Cumprindo a promessa de causar aqui no blog toda vez que discordar de Leco. Rá! Eu achei essa temporada bem arrastada, com poucos episódios relevantes. Não que seja ruim. Está bem longe disso, mas a frustração já começou para mim.

Esperava que a penúltima temporada fosse mais contundente nas respostas. Elas vieram em conta gotas e, nem sei mesmo se era isso que queria saber agora. Acho que existem questões mais fundamentais sobre a origem da ilha, o tempo, os "pais fundadores", quem começou o que, Alvar Hanso, o próprio Desmond. Acho que alguns personagens foram, até agora, sumariamente esquecidos. Será que tudo não ficará embolado demais? Superficial demais ao responder?

E os produtores, que não confio, prometeram que TODOS episódios seriam essenciais. Daí a divisão em seis temporadas. Ahh, mas não foram mesmo.Gostei das novas perguntas que Lost trouxe, aliás, eita série boa para formular questões. Também não acho que eles tinham tudo programado, como já admitiram diversas vezes. É claro que aos 45 do segundo tempo, eles já sabem de tudo (tenho fé, inclusive, que Desmond Ian Cusick nem seja morto na série por conta do seu assédio :P).

Estou preparada para a frustração que poderá vir. Acompanhei Arquivo X (The X Files), por nove longos anos, série que influenciou a TV americana, e Lost, de diversas maneiras, sei bem que agradar fãs que formulam suas próprias teorias não é coisa fácil.

Há um termo em AX que classificava os fãs em "believers". Bom, apesar dos tropeços da jornada de Lost, eu sou uma believer. E season finale sempre promete. Tipo final de Copa do Mundo. Torço pelo mesmo time que todo mundo! Toda vez que vejo Ben Linus e Charles Widmore - personagens não previstos pelos produtores - abro um sorrisão! Dá para ter fé.

Danielle M

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.

 
who"s online

counter hit make

PageRank Free counter and web stats