quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Flashback

Eu não cheguei à Ilha em 22 de setembro de 2004. Pra dizer a verdade, neste dia eu estava comendo bolo e comemorando o oitavo aniversário do meu irmão. Mas naquela data, sem que eu desconfiasse, meu destino
Minha aventura começou quase dois anos depois, numa tarde de sábado ou domingo (não me lembro bem). Só sei que conheci Hurley e sua incrível história com os números maus. Fiquei tão fascinada que minha mãe praticamente me guiou pela mão num incrível flashback para que eu pudesse conhecer todos os outros sobreviventes do vôo Oceanic 815. Daquele ponto em diante, seguimos juntas.

Mas a ilha, como vocês já devem saber, nos trouxe muitas perguntas. E foi através do computador que eu tentei obter respostas. Ignorei a recomendação de não tentar me comunicar com ninguém através dele e, assim como Michael, encontrei alguém do outro lado da rede. Só que eu dei mais sorte, e encontrei muitos "alguéns".

As respostas? Não as tive. Eu e todas as pessoas que encontrei na ilha construímos as nossas respostas, conversando sobre as nossas experiências. Não que tenha havido consenso em tudo, mas por mais que as opiniões e convicções fossem distintas, todos nós aprendemos muito juntos.

Passamos por incontáveis aventuras. Tínhamos nossos esconderijos e pontos de encontro. Ficamos noites e noites em claro. Oferecemos os nossos ombros e abraços uns aos outros nos momentos mais difíceis. Alguns, inclusive, ficaram pelo caminho - seja porque desistiram da jornada, seja porque ela foi muito dura. 

Mas hoje, olhando para o que fizemos, temos a certeza de que o tempo que passamos juntos foi muito importante. E será para sempre. Pois, embora aquela jornada esteja concluída, cada um de nós segue vivendo novas e incríveis experiências. E tudo o que aprendemos na Ilha fará parte do que vier. Eu, vocês e os laços de amizade que fizemos são reais. Não sei o que vai acontecer daqui pra frente, mas que tal descobrirmos juntos?

***

Pra quem quiser compartilhar novas aventuras comigo, estou aqui e aqui. A todos vocês que conheci no Teorias Lost, nos Dharma Days, no Orkut, no Twitter, MUITO OBRIGADA por dividirem momentos tão especiais comigo.

E ao Leco, meu “Personal Jacob”, todos os agradecimentos do mundo. Por ser tão gentil comigo e com todos os leitores do Teorias, por me convidar pro Dharma Day, e por me conceder o privilégio de compartilhar o blog na reta final. Você foi um grande Número Um na nossa Ilha, e eu fico muito honrada em ter sido a sua Número Dois num momento tão especial. Espero ter a sua amizade por muitas e muitas temporadas.


Beijos a todos,
Ju Teixeira

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.

 
who"s online

counter hit make

PageRank Free counter and web stats