terça-feira, 15 de março de 2011

O estilo de liderança de Jack Shephard na Exame!

A Revista Exame elaborou uma lista com tipos de líderes inspirados em séries da televisão que podem servir de exemplo (ou não) para os executivos. Claro que o Dr. Jack Shephard está lista, e seu tipo de liderança pode ser bom em muitos pontos, mas pode arruinar tudo também quando seu lado impulsivo vem a tona.

Bom, dá uma olhada na forma como a matéria avalia o "Doc".

"Live together, die alone", certo?
O cirurgião Jack Shephard (interpretado por Matthew Fox), da série Lost, não pediu para ser o líder dos sobreviventes do vôo Oceanic 815, que caiu em uma ilha misteriosa. Mesmo assim, vestiu a camisa. O personagem central da produção, encerrada no ano passado, é pragmático, cético e toma a maioria de suas decisões sozinho. Segundo a professora de Comportamento Organizacional do Ibmec/MG, Clara Linhares, suas características combinam com o tipo de liderança autocrática, também chamada de autoritária ou diretiva, marcada por uma postura independente e centralizadora.

Assim como essa forma de agir foi bastante útil na luta pela sobrevivência dos passageiros do avião acidentado, um perfil como o de Jack pode ser positivo em empresas que passam por uma situação de grande dificuldade, que exige uma liderança mais rígida, controladora e com capacidade para tomar decisões rapidamente. Porém, há elementos que merecem atenção redobrada. Durante a série, Jack quase matou ou arruinou o destino de todos por reações coléricas, emocionais e impulsivas. Essas características, também comuns nos líderes autocratas, podem colocar tudo a perder.
E aí, o que acharam da avaliação?

Honestamente, acho que acertou em cheio na maneira de pensar e agir de Jack, sempre tomando a frente, mas em muitos casos colocando os sobreviventes em grande risco.

Isso é uma coisa legal de LOST, que vai manter a série por muito tempo servindo de exemplo. Os personagens tem características muito fortes e podem servir de exemplo para muita gente, cada um de sua maneira. Se identifiar mais com um ou outro é questão de gosto, de preferência, mas em vários momentos podemos usá-los em nossas vidas pensando "o que Jack faria?" ou "o que Sawyer faria?". Por isso LOST será eterno!

Grande abraço, namastê e stay LOST!

Leco Leite

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.

 
who"s online

counter hit make

PageRank Free counter and web stats