quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

605 - "Lighthouse"

Esclarecimento: O líder deste blog, Jacob, quer dizer, Leco, ainda está sem computador e portanto, essa semana, de novo serei eu a postar os comentários. Bem que o Dogen poderia levar o computador pra tomar banho na fonte pra ver se ele ressuscita, né? Enquanto isso nós cuidamos do Templo, digo, do Teorias Lost.

"O tempo de perguntas acabou". É assim que a ABC anuncia cada novo episódio desta temporada segundos antes de ir ao ar. E de fato, a cada hora de Lost que vemos temos, finalmente, respostas. No entanto, para desespero dos fãs mais afoitos, elas não vêm de maneira explícita, direta. Pelo contrário, ela sempre nos suscita novas perguntas. Se isso é bom ou ruim, cabe a cada espectador julgar. Eu não vejo problemas, até porque é disso que a série sempre foi feita. Foi o mistério bem construído que cativou milhões de pessoas mundo afora. E paciência é requisito básico pra curtir a jornada.

"Lighthouse" já foi ao ar com a responsabilidade de ter sido escrita pelos próprios Damon Lindelof e Carlton Cuse, pais da criança, e dirigido por Jack Bender, que é tido como braço direito da equipe de produção. Para quem já sabia que se tratava de um episódio centrado em Jack, a expectativa não poderia ser maior. Se na semana passada o foco era John Locke e o MIB, esta semana o centro das atenções eram seus antagonistas - respectivamente Jack e Jacob. Seria isso já um indício dos times - ou talvez exércitos - sendo formados?

Daddy Issues
Um dos temas mais recorrentes da série voltou com um novo elemento. Estávamos habituados a ver Jack se queixando das falhas de Christian como pai. Julgar é fácil, mas fazer melhor, pelo jeito, é bem mais difícil. Vimos o Doutor numa situação totalmente nova, pai de um adolescente, e sendo solenemente evitado por ele, sem sequer saber o motivo. A aparição de David, aliás, nos trouxe uma nova pergunta: quem é a mãe? Confesso que minha mente fértil já pensou numa possibilidade, mas prefiro deixar que vocês deixem suas teorias, que são sempre incríveis, nos comentários.

Vocês também tiveram a impressão de que, mais uma vez, Jack teve um dejà vu ao olhar par a cicatriz da cirurgia de apendicite? Pelas pistas que são dadas, acredito cada vez mais que é mera questão de tempo até que alguém se lembre, efetivamente, do que aconteceu na ilha. E acho que esse alguém será mesmo Jack.

E pela terceira semana consecutiva vemos um dos Outros no "flash-sideways". Desta vez foi Dogen, que mal conhecemos dentro da ilha, e já vemos fora dela, para bagunçar nossas ideias. A pergunta se repete: ele nunca esteve lá? Será que na linha alternativa Jacob nunca existiu, e por isso não pode levar todas as pessoas - e não só os losties - para a ilha?

The Dark Side
Se desconfiávamos do que os Outros disseram a respeito de Claire, creio que as imagens tornaram o discurso deles bem convincente. Pudemos hoje reconhecer aquela Claire de olhar perdido, que no fim da 4ª temporada estava ao lado de Christian na cabana misteriosa. Ao que tudo indica, ela foi mesmo influenciada pelo MiB - visto que o chama de amigo. Mais do que isso, está sendo usada por ele. Fragilizada por ter sido separada de seu filho - que ela mesma abandonou no meio da floresta, sabe-se lá em quais circunstâncias - tornou-se uma aliada. E Jin, no meio disso tudo, tentando evitar a sua morte e ao memso tempo salvando Kate, vai acabar por levar Claire e seu "amigo" ao Templo, onde creio que uma batalha está por vir.

Man of Science
Eis que o velho Jack, aquele que Kate queria de volta, mostra sua cara. Questionador e cético, foi difícil até mesmo para Hurley convencê-lo a seguir numa jornada de destino incerto. Verdade seja dita, Jack fez a pergunta que todos nós fizemos em coro, ao redor do mundo: "Como é que nunca tínhamos visto isso antes?". Um farol na ilha e ninguém viu. Mais um mistério pra lista.

O clímax do episódio foi, sem dúvidas, a cena em que vimos como o tal Farol funcionava. As coordenadas eram a lista, aquela lista da caverna, com os bad numbers e os nomes dos losties. Os espelhos refletiam a vida de cada um deles. Finalmente a ficha de Jack caiu e ele percebeu que estar na ilha não era fruto do acaso. No entanto, ele não gostou nada de se sentir manipulado. O velho John Locke ficaria admirado com o achado. O velho Jack Shephard o quebrou em pedacinhos, buscando respostas. Já sabíamos que Jacob havia, de certa forma, guiado aquelas pessoas à ilha. Mas ver a vida externa delas refletida no espelho foi realmente chocante.

O desespero de Jack representa, de certo modo, uma boa fatia da audiência, que cansou de meias verdades e quer esclarecimentos bem objetivos, imediatamente. Temo que, assim como Jack, nós ainda tenhamos que ter um pouco de paciência para nos encontrarmos, enquanto encaramos em silêncio este oceano que é Lost.

O fim está cada vez mais próximo, amigos.

Enquanto isso, vamos acompanhar a viagem juntos. Não perca, ao longo da semana, os posts e enquetes sobre "Lighthouse". Você pode começar dando sua nota para o episódio neste post.

Beijos a todos,

Ju Teixeira


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.

 
who"s online

counter hit make

PageRank Free counter and web stats