terça-feira, 27 de outubro de 2009

LOST e as Expectaivas #04 - Comentários em Série

Essa semana veremos as expectativas do Eric Fuzii, do Comentários em Série, o primeiro parceiro do Teorias LOST e o blog onde comecei a escrever sobre LOST fora do Orkut...
Por Eric Fuzii, Comentários em Série


Pois é, derradeira última temporada, hein? Não sei quanto a vocês, mas embora seja duro despedir-se de uma série assim, estava bastante ansioso para que chegasse esse momento. Afinal, era um alívio saber que os produtores sabiam como queriam concluir sua história, desde que anunciaram o planejamento final há questão de três anos atrás. Mas antes, pra quem não me conhece, vamos a uma breve recapitulação. Assim como a grande maioria, acho que as três primeiras temporadas de Lost ainda são imbatíveis. Óbvio que tiveram altos e baixos, como em qualquer outra série, mas sempre valeu a pena acompanhar cada um desses personagens ao mesmo tempo que tantos mistérios eram criados. Além disso, o final da terceira temporada atinge um nível de perfeição difícil de ser batido e contestado. Isso porque subverte aquilo que a gente acreditava ser a conclusão da premissa da série: o resgate dos sobreviventes. Apesar de não ter sido numa condição ideal, saber que as frustrações não terminariam ao sair da Ilha, deu um novo fôlego à série.

Porém, mexer com aquilo que chamamos de status quo de uma série é sempre um risco a se correr e, na minha opinião, Lost pagou por isso nas duas temporadas seguintes. A quarta acabou sendo a mais fraca pra mim, mas a quinta teve seu charme principalmente graças às viagens no tempo. Além de revelar como foram os saudosos anos de domínio da Iniciativa Dharma, até influenciando diretamente muitos acontecimentos, a discussão da série sobre dualidade continuava mantida de forma bem elegante, tanto na oposição entre ciência e fé como na predestinação ou livre arbítrio durante a visita ao passado. Só que acredito que o esforço dos produtores em tentar agradar essas duas "correntes de pensamento" não será recompensado no final da série. Digo isso por experiência própria, já que acabamos de ver Battlestar Galactica tendo sua saga concluída há pouco tempo atrás. E embora não fosse uma série tão popular quanto Lost, seus fãs eram tão fiéis quanto e parecia constante também que eles exigissem as tais respostas para encerrar sua mitologia. Por fim, resolveram amarrar todas as pontas de uma forma pouco satisfatória e apressada. Espero que isso não aconteça com Lost, principalmente porque a maioria de suas respostas não tem vindo à altura dos mistérios criados, tudo por culpa também do excesso de especulação por parte dos fãs. O que espero mesmo nessa última temporada é que, assim como em Battlestar Galactica, os personagens tenham finais dignos de acordo com suas motivações e aflições. Porque afinal, saber o que foi ou deixou de ser a estátua não iria me fazer assistir todo um episódio outra vez e muito menos imortalizar a série.

Bom, vou compartilhar então com vocês algumas meras especulações minhas desde o final da temporada passada, que asseguro não ter nenhum spoiler. Ainda que tivessem dado importância à detonação da Jughead -- que na minha opinião é de fato a causa do tal Incidente --, o ponto crucial ali foi a morte de Jacob pelas mãos de Ben. Por estar se aproximando do encerramento, ninguém tem nada a ganhar mantendo os dois grupos ainda separados por 30 anos na mesma Ilha, portanto, parece natural que os personagens voltem a se realinhar no tempo a partir de agora. Se aquela teoria do reboot faz algum sentido, seria no caso dos sobreviventes terem visões durante esse "deslocamento" no tempo, de modo semelhante ao Desmond na implosão da Cisne. Qualquer mudança nas condições do presente acho muito difícil, a não ser que fosse irrelevante para o destino de Jacob. Acho que inclusive a própria revelação da identidade de Jacob e seu antagonista, como um aperitivo para essa última temporada, é um indício importante do comprometimento dos roteiristas com seu público. Ou seja, ao contrário das temporadas anteriores onde tudo precisava caminhar para uma conclusão predeterminada, seja o retorno dos Oceanic Six ou a volta de todos à mesma linha do tempo, a série ganha muito em dinâmica a partir de agora e atinge um ponto ideal para os produtores desenvolverem o final desses personagens como imaginaram. Por isso, tenho plena convicção que ele não devem decepcionar dessa vez, não com tantos ventos soprando ao seu favor. E se serve de consolo, resta torcer para que eles tenham guardado material suficiente desde o final da terceira temporada para conduzir a esse desfecho épico.

E aí, o que acharam das especulações do Fuzii!?

Expectativas anteriores:
- Peter, Fora do Ar
- Mateus, Séries Maníacos
- Karen, Defenda a Ilha


Até a próxima e não deixe de participar da Promoção "Sua Filosofia LOST"...

Grande abraço e namastê!

Leco Leite

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.

 
who"s online

counter hit make

PageRank Free counter and web stats