quarta-feira, 25 de março de 2009

510 - "He's Our You"

"He's Our You" nos levou de volta as três primeiras temporadas e seus flashbacks. Foi muito bom assistir um episódio no antigo formato da série, além de ter sido muito bem usado para fechar algumas questões sobre Sayid. Tenho uma estranha, mas ótima, sensação de algo novo. Talvez seja o fato de estarmos vendo a DHARMA mais de perto do que a maioria de nós esperávamos.


Tão de perto que vamos pouco a pouco conhecendo essa "comunidade" DHARMA. Uma comunidade onde não há um líder acima dos outros, apenas uma pessoa mais respeitada por dedicação aos objetivos deles ali. Apesar de Horace parecer o líder, ele não toma as decisões sozinho. Se lembrarmos do vídeo "Orientation" da SWAN, Marvin Candle fala que um dos estudos é sobre o Socialismo Utópico. Não há um líder supremo...

Nos coloca em dúvida o que seria o egoísmo humano. O que você faria no lugar de Sawyer? Colocaria em risco sua tranquilidade e confiança conquistada? Não só sua vida talvez, mas de Jack, Kate, Hurley, Juliet, Miles, Faraday...? Apesar de parecer egoísmo de Sawyer, para mim ele está pensando na maioria.
Se Sawyer é julgado como egoísta, Sayid é julgado como assassino! Mas o que Sawyer faz no momento e o que Sayid fez durante sua vida, fizeram para o bem de uma maioria. Mas sim, a "essência" de Sayid é essa. Apesar de ser algo muito difícil de aceitar e que poucos conseguiriam suportar, ele consegue.

E Sayid não tem algo que sobra no jovem Ben: medo!

Até o maior vilão tem medo de alguma coisa e com Ben não é diferente. Seu pai, Roger "Caveira" Linus, é o bicho-papão do jovem Ben. Tudo bem, já sabíamos disso antes, mas mesmo depois de algum tempo nada mudou na relação de pai e filho. Mas essa é uma situação que ele tem que enfrentar enquanto espera com "paciência" pelo momento em que se juntará a Alpert e os Hostis. O jovem Ben acredita que o momento chegou, e que ajudar um homem que se diz um dos Hostis, como Sayid, pode ser o fim da espera.
É acelerando o processo, não esperando com paciência, que o jovem Ben Linus se torna vítima da sentença e do julgamento feito por ele mesmo 30 anos no futuro, quando julga Sayid como um assassino.

Duvido muito que o jovem Ben Linus tenha morrido. Afinal, até o momento as regras de "o que aconteceu, aconteceu", "não podemos criar uma nova rua" ou "fazer uma canção diferente" estão valendo. Mas pela primeira vez na temporada, LOST nos coloca em uma posição de duvidar dessas regras. Resta agora saber se "o que aconteceu, realmente aconteceu" e como tudo pode terminar...

Mas fico imaginando que Jack pode, mais uma vez, salvar a vida de Benjamim Linus!

Pensando bem, me pareceu um episódio onde o julgamento e o que pensamos de uma pessoa é questionado no sentido de entender os motivos que levam essa pessoa a se tornar aquilo que julgamos que sejam. Mas temos muito disso em LOST, desde o início. E mais, muitas vezes não percebemos o quanto pode ser difícil carregar tal rótulo. Seja ele verdade ou mentira...

Comentários soltos!

- Aguardo muito a construção da SWAN!
- Uma verdade absurda pode se tornar uma piada...
- Porque levar Sayid para Guam?
- "Are you sure we're going to Guam!?". Boooa pergunta!!
- "Can we get the next plane?". Seria uma boa idéia!
- Roger Linus não tão burro quanto parece...
- Eu sempre espero Ben manipulando alguém. Sempre parece que ele lê spoilers!
- Quero ver a Kombi pegando fogo no LOST Untangled!


Agora é hora de ler os comentários de vocês e começar o debate. Mas tem muito mais sobre "He's Our You" nos Detalhes do Episódio que vamos preparar. Além de idéias soltas e acréscimos durante a espera de mais uma semana pelo próximo, e sugestivo episódio: "Whatever Happened, Happened"!!

Participe da enquete também!



Grande abraço e namastê

Leco Leite

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.

 
who"s online

counter hit make

PageRank Free counter and web stats