sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Cuse e Lindelof falam sobre a temporada!

Olá galera, Felipe na área de novo com mais uma entrevista de Cuse e Lindelof, dessa vez mais séria que nos podcasts. Aqui vai um resumo:

Eles dão várias dicas sobre o que veremos na temporada!!!


Os caras já começam dizendo que nada impede Ben de ser um dos Oceanic 6, a não ser o fato de que ele não estava no avião. Mas, e a sala cheia de passaportes e dinheiro? Ele poderia muito bem ter forjado uma identidade de alguém que estava no vôo, alguém sem família ou amigos. (Forte essa, não?). E eles dizem que no final do 7º episódio saberemos quem são os Oceanic 6.

A respeito dos braceletes: não tem nade de mais nisso. É só pra mostrar o estado emocional de Sayid; o bracelete de Elsa o faz lembrar de Naomi. E só. Mais: a narrativa de um FF é sempre a mesma dentro do episódio, linear. Ela não vai pra frente e depois volta. Portanto, a cena de Sayid jogando golfe é anterior ao encontro dele na Alemanha com Elsa.

Mais uma forte: a teoria das realidades alternativas. Bem, eles basicamente disseram que são a favor de dobras espaço-temporais, mas sem a armadilha dos paradoxos, como em Heroes. a idéia é sim levar a série até o ponto onde Jack se sente infeliz e quer voltar para a ilha. (Epa! Acho que aqui é ponto pro Leco, que sempre defendeu a idéia de que aquele FF no Season finale da 3ª temporada era o fim da série. Foi isso que eu entendi).

Se LOST tratar de viagem no tempo, fará isso sem paradoxo!

Nesse ponto, o entrevistador disse que eles poderiam estar enganando-o em alguns desses pontos. Resposta das Bibas: talvez.

O grande mistério dessa temporada, segundo os próprios, será de como foi que 6 saíram da ilha e o que aconteceu com aqueles que não saíram. Ah, e eles prometem revelar quem está no caixão!

Reforçando: a cena de Faraday com o experimento do foguete é muito importante, pois ela prepara para algo maior.

Veremos mais sobre as "andanças" da cabana de Jacob, mas nada definitivo...pelo menos não nessa temporada, rs. E tem também o olho que Hurley viu na janela da cabana. Quem é? Pensem a respeito, dizem as Bibas...e eles dizem o seguinte: uma das definições de onisciência é estar em mais de um lugar ao mesmo tempo. (Pára tudo! Isso não seria onipresença??? Prof. Dani??).

Tem mais: eles prometeram responder sobre "Adão e Eva"...mas não nessa temporada, rs. E ainda não vimos todas as estações DHARMA.

Muita gente se perguntando: se eles agora têm um telefone, por quê não usá-lo. Resposta: Lapidus vai explicar sobre o fone no episódio 5.

Quanto aos nomes dos personagens, eles disseram que sempre pesquisam antes de criarem nomes. Mas alguns são sugeridos por pessoas da produção, com "Frank Lapidus - Piloto de Helicóptero" que um dos membros vem dizendo a anos para colocarem na série. Já "Miles Straum" seria para ficar parecido com maelstrom, que em Inglês significa algo como confusão, muitas coisas acontecendo juntas. (Nome perfeito, não acham?). Já "Charlotte Lewis" é uma clara referência ao escritor C.S. Lewis...mas não é só isso:

C.S. Lewis é também uma pista importante sobre o passado de Charlotte - que também é muuuito importante - e uma dica sobre o rumo da série nessa temporada.

Bom, pessoal. Acho que de relevante mesmo era isso. Espere que tenham gostado.

Forte abraço!

Namaste!

Felipe Milano

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.

 
who"s online

counter hit make

PageRank Free counter and web stats