segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Quando Magnus Hanso se torna Jacob...

Antes de deixar minha linha de raciocínio, vou deixar a conclusão dessa teoria.

Jacob é Magnus Hanso, Capitão do Black Rock!

Muito bem. Com isso podemos seguir com a idéia e espero, claro, que você siga lendo...


Magnus Hanso é, claro, um antepassado de Alvar Hanso, o fundador da HANSO FOUNDATION. Sinceramente acredito que o grau de parentesco é indiferente para a trama de LOST. O relevante é que Magnus descobriu a Ilha e não a visitou apenas um vez!


Em uma de suas viagens com o "Black Rock", Magnus encontra a Ilha e nela uma população nativa. Os nativos sabem que a Ilha é especial e que se ele chegou ali, ele também é especial! Hoje sabemos que sem as estações SWAN e LOOKING GLASS a Ilha não é impossível de ser encontrada, e com isso digo que Magnus saiu de lá e voltou.

Magnus volta alguns anos depois, no final do século XIX, trazendo em sua embarcação alguns escravos que seriam úteis na Ilha. Acontece que dessa vez, a chegada dele na Ilha não é tão tranquila e a embarcação é avariada. Ele decide então ficar na Ilha, ele é muito bem recebido pelos nativos e começa uma espécie de colonização usando os escravos para construir templos e estátuas. Não vou afirmar aqui que os nativos tem apenas quatro dedos nos pés, mas é uma possibilidade muito grande de que seja verdade!


Os nativos então retiram o "Black Rock" do mar e o levam até o meio da Ilha. Alguns dos escravos levados por Magnus morreram na chegada, por isso o navio fica na selva agora como uma tumba.

Magnus não tenta trazer uma nova cultura ao local, pelo contrário. Ele começa a aprender o que os nativos lhe ensinam e acaba se tornando em um grande líder para eles. Assim, Magnus Hanso se transforma em Jacob, o líder do povo de uma Ilha especial.

Diferente dos nativos, que parecem ter uma vida mais longa, Magnus morre e seu corpo é sepultado em seu navio, o "Black Rock"...


Anos depois, Alvar Hanso descobre um tesouro: um diário de Magnus.

A parte que mais impressiona e interessa para Alvar é sobre uma viagem de seu parente à um local especial em algum ponto do Oceano Pacífico: a Ilha, era como Magnus se referia ao local. Algumas coordenadas estão anotadas como valores aproximados do local exato, nem Magnus tinha certeza mas ele encontrou o lugar por duas vezes.

Alvar Hanso então sai do mundo das armas e agora procura por esse local, onde cria o DHARMA INITIATIVE com as idéias dos DeGroots.


Com objetivos diferentes de Magnus, a HANSO FOUNDATION chega na Ilha e tem problemas com os nativos, que são para o projeto, "hostis". Claro, seu habitat é invadido e sua cultura colocada em risco. Muito diferente do passado recente.

Desde a morte de Magnus, eles viviam em paz, mas sem um grande líder ou alguém considerado por eles "especial".

Depois de alguns de confronto entre os nativos e a DHARMA, chega na década de 70 um garoto que perdeu a mãe no dia de seu nascimento e carrega a culpa dessa morte nas costas. O pior é saber que seu pai o culpa também...

Benjamin Linus chega à Ilha!


Quando ainda criança tenta fugir dos domínios da DHARMA e se juntar aos "hostis", Ben encontra um dos nativos. Quando descobre que Ben conseguiu ver a imagem da mãe morta, e que isso não aconteceu na Ilha, o nativo acredita que um novo líder, "especial", chegou...

Jacob se torna Israel e Benjamin foi o nome do seu 12º filho,
o mais novo, e fundador de uma das 12 cidades de Israel.

Ben consegue ver Magnus, ou Jacob, e se torna um novo líder para os nativos. Porém, Ben se vê com um problema um dia: a gestação na Ilha.

Para mim, após a morte de Annie durante a gestação do filho de Ben, ele não segue mais os conselhos de Jacob. Ele não aceita que Jacob possa ter tirado dele a única mulher que amou em sua vida...


Coincidência e destino, juntos, levam um homem à Ilha. Um homem especial, que agora Jacob e os nativos acreditam ser o líder que esperaram por anos: John Locke!



-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-


Uma teoria simples, no meu modo de ver a série, mas que parece aceitável em vista do que vemos em LOST. A Ilha tinha que ter sido encontrada antes e, alguém, ter alguma aproximação de sua localização. Jacob foi alguém "importante" e "especial" para os nativos, não devia ter significado algum para DHARMA. A visão da mãe era a única coisa que poderia fazer de Ben, alguém especial. Assim como a morte da mãe alterou a vida de seu pai, a morte de Annie mexeu com a vida de Ben. A ligação dos nomes Jacob e Benjamin e a história de Israel acho que devem ser levadas em conta, já que os produtores disseram que os nomes não são escolhidos ao acaso. Coincidência e destino são temas recorrentes na vida dos personagens e a série nos mostra que o Universo dá um jeito de "arrumar as coisas", ou seja, o destino...

A queda do avião foi um somatório de eventos coincidentes, mas o sobrevivente John Locke conheceu seu destino ali...



Abraço a todos que tiveram paciência em ler essa teoria. Fiquem a vontade para acrescentar ou criticar algo nela...

Leco Leite

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.

 
who"s online

counter hit make

PageRank Free counter and web stats