sexta-feira, 19 de outubro de 2007

LOST: Como tudo começou...

Lost, à primeira vista, para quem nunca assistiu, é uma série não muito diferente de muitos filmes que falam de pessoas vivendo em lugares remotos, longe da civilização, seja por uma queda de avião ou por um navio que naufragou. Muitos comparam a série, sem nunca ter assistido, ao filme "Náufrago", que conta a vida de um entregador da FeDex que sofre um acidente e para na numa ilha, onde tem que viver sem nenhum aparato da vida moderna. Mas, ao assistirem, acabam se surpreendendo com os mistérios, personagens, flashbacks, filosofia e tudo mais que faz parte da série. Agora, como e quando isso tudo começou? Leia a seguir to find out...

Tudo começou em Janeiro de 2004 quando Lloyd Braun, o então cabeça da ABC, teve a idéia para "um seriado sobre a queda de um avião". Ele contactou J.J. Abrams, criador de Felicity e Alias, para fazer um "desenho" da série. Seria o final do piloto da série porque Abrams estava ocupado com seus projetos pessoais. Ainda assim, ele concordou em se encontrar com Damon Lindelof e a dupla finalmente foi formada. "Eu o conheci e me apaixonei. Nunca acreditei que eu iria um dia conhecê-lo!" disse Abrams. "Ele estava vestindo uma camisa de Star Wars e usando óculos mais chamativos que o meu. Então começamos a festa. No final da semana, nós já tínhamos feito um trabalho de 24 páginas e eu achava isso a coisa mais show de bola".

E o Braun também. "O desenho ficou, sinceramente, a coisa mais sensacional na televisão que já tinha visto. Eu fiquei maluco". O piloto já estava feito e a chamada do elenco estava sendo feita enquanto os scripts e o formato da série inteira eram montados. Uma sabedoria convencional disse que o elenco inteiro já tinha sido escalado quando o então diretor April Wbster se prontificou e apontou uns conhecidos nomes: Matthew Fox (Party Five), Harold Perrineau (Oz), e Dominic Monaghan (Lord of the Rings).

Jorge Garcia foi escalado para o personagem Hurley, que já havia anteriormente sido pensado como um personagem gordinho. Charlie era para ser um personagem novo, roqueiro, até Dominic Monaghan aparecer. Assim foi para todos os personagens. O papel de Sawyer foi feito para um espertão, forte e de NY, mas quando o rapaz da Georgia, Josh Holloway, esqueceu dessas linhas quando leu, ficou muito frustado. Os produtores gostaram do jeito dele e o colocou no elenco, e então Sawyer se tornou um personagem do sul. Na verdade, todo mundo do elenco tentou o papel do Sawyer, incluindo Matthew Fox, o qual já havia convencido Abram e Lindelof para fazer Jack, sem ser um grande nome na série, sendo morto no primeiro episódio por um bem maior, mas acabou que eles resolveram manter o doctor.

Escolher a cara da Kate foi a parte difícil, com mais de cem atrizes tentando conseguir o papel, até mesmo Yujin Kim. Abrams já havia considerado colocar personagens que não falassem inglês, assim os personagens Jin e Sun foram criados. Finalmente, a cara de Kate foi encontrada numa não muito conhecida canadense, que nem atriz era direito: Evangeline Lilly, que os trabalhos anteriores incluiam uma propaganda de namoros na TV e uma paciente em Kingdom Hospital. Mesmo apesar deles terem encontrado a Kate, eles começaram a filmar sem ela, enquando o visto de trabalho de Evangeline era aprovado.

Custando mais de $10 milhões de doláres, o episódio piloto foi o mais caro da história da televisão, mas a ABC driblou esse detalhe e fez Lost ser um sucesso num instante. Rápido tornou-se um fenômeno de audiência, ganhando Emmy, Globos de Ouro, e prêmios individuais para os atores do elenco. Lloyd não está mais na ABC, mas seu legado ainda continua em Lost - emprestando sua voz para todo começo de episódio: "Previously, on Lost..."

Fala aí, não é interessante saber como tudo começou, e se tornou o que é hoje?

Por Daniel Vaz

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.

 
who"s online

counter hit make

PageRank Free counter and web stats